O que são as Startups?

Por: Pedro Ferreira - Maio 17, 2022

O que são as Startups?

Uma coisa de que se pode ter total certeza nos dias de hoje é que todo o empresário ou empreendedor já ouviu falar da palavra Startup, mas o que são as Startups? Seja no ambiente formal ou informal, as startups situam-se em torno de ideias ou empreendimentos sociais ou económicos emergentes e inovadores com alto potencial de crescimento e com uma filosofia disruptiva em torno do funcionamento no mercado. Uma ideia geral que se deve ater é de que uma startup não significa necessariamente uma empresa, mas um momento na vida de uma empresa onde uma equipa busca desenvolver um produto ou serviço inovador que tenha um modelo de negócio facilmente replicado e possível de escalar sem aumento dos seus custos. Ou seja, até se tornar numa empresa verdadeiramente dita, uma startup deve, primeiro, passar por uma fase de experimentação relativamente ao seu mercado e ao seu modelo económico ou de negócios.

Então, o que são as Startups e como as podemos definir?

Uma startup está ligada à noção de experimentar uma nova actividade, em um novo mercado, com um risco difícil de avaliar. O empreendedor norte-americano, baseado em Silicon Valley, e especialista em mercados inovadores, Steve Blank, define as startups como uma "organização temporária em busca de um modelo de negócios que possa ser industrializado, seja rentável e permita o crescimento". Há, tal como referido anteriormente, uma diferença fundamental entre uma empresa e uma startup, sendo que a empresa busca optimizar um modelo de negócio e dele tirar o máximo proveito para suportar os seus custos e remunerar os seus accionistas. A startup experimenta o seu modelo de negócios e testa a sua operacionabilidade no mercado. Uma start-up ainda não é uma empresa como se imagina, com uma organização bem estabelecida, comercializando um produto ou serviço num mercado perfeitamente identificado. O carácter inovador da sua oferta e o seu modelo económico não permitem definir com clareza todas as componentes do seu mercado e assegurar uma rentabilidade imediata.

Normalmente, três cenários previsíveis ocorrem para uma startup em estágio intermediário, antes de se tornar uma empresa, sendo que até ao fim da fase de experimentação, a startup pode escalar e tornar-se numa empresa tradicional com um modelo de negócios estabelecido, ou pode ser adquirida, total ou parcialmente, por uma empresa maior,ou desaparece por falta de dinheiro, investimentos ou opereracionalidade sustentável a longo prazo nos mercados.

Leia também: Importação e Exportação em Moçambique...

Como fazer da Startup um empresa com potencial

Cinco elementos são fundamentais para transformar uma startup de uma ideia em potencial para uma empresa estabelecida. Estes elementos tem que ver com a equipa e o seu funcionamento, as estratégias de negócios ou abordagens do mercado e as habilidades de cada um dos envolvidos no projecto:

A equipa e a rede

O que são as startups está intimamente ligado aos recursos humanos que lhe dão forma. Este tipo de entidade é feita, sobretudo, por uma equipa determinada, ambiciosa e complementar. Ao mesmo tempo, deve ser constituida por uma rede pessoal de especialistas que podem fornecer suporte durante os momentos-chave de seu desenvolvimento, assim permitindo que cada um opere de forma eficiente no que for necessário.

O modelo económico e a oferta

Para uma decolagem rápida e segura de uma startup, é preponderante o carácter inovador do produto, serviço ou modelo económico. A longo prazo, deve permitir a obtenção de uma vantagem competitiva. Além disso, a implantação da actividade deve garantir economias de escala.

O mercado e a estratégia

A avaliação do tamanho e da tendência do mercado é fundamental para revelar se há potencial considerável ou não, em termos de receitas, para o projecto no qual se pretende investir. Um dos passos é perceber se o produto ou serviço se destina a um nicho específico ou para as massas e, dessa forma, estabelecer estratégias que possam ir de encontro ao tipo de ambição existente.

Escalabilidade

A escalabilidade refere-se à capacidade de adaptar o seu modelo de negócio, o seu plano de negócios a um forte aumento do seu volume de actividades, sem a necessidade de um grande aumento da sua estrutura para funcionar. Isso significa que para uma startup crescer deve criar condições para agregar valor ao seu negócio e atender às demandas dos clientes sem aumentar expressivamente os seus custos, possibilitando, desse modo o aumento dos seus lucros.

Ser o centro das atenções

Para elevar o seu nível, uma startup precisa atrair o maior número possível de usuários e fazer com que as pessoas falem sobre a iniciativa e a sua actividade.

Mais importante do que saber o que são Startups, será saber como podem ser bem sucedidas...

A startup procura uma forma de rentabilizar a sua actividade a longo prazo e sobretudo crescer exponencialmente as suas receitas para atingir a maturidade de uma grande empresa. Seja qual for o sector de actividade, existem três condições indicativas do potencial de uma startup de sucesso: a) A perspectiva de forte crescimento; b) o uso de novas tecnologias e; c) a necessidade de financiamento significativo.

Anteriormente, o poder das grandes corporações era baseado no seu tamanho e na sua capacidade financeira. As maiores empresas capturavam as menores. Agora são os mais rápidos que absorvem os mais lentos e essa é a filosofia por detrás do sucesso das startups. Seja como for, seguem algumas recomendações para quem quer ver a sua startup a decolar com velocidade e segurança:

Testar o mercado:

Muita pesquisa será necessária para entender o funcionamento do mercado, o seu ambiente e os seus clientes. Este processo permitirá adequar-se às mudanças que possam surgir e também à adaptação das tecnologias existentes ou as que quer dar a conhecer. Para além disso, é necessário criar uma base de dados de clientes em potencial e melhorar o produto sempre que se mostrar necessário, até encontrar o que funciona melhor para o mercado.

Evoluir o modelo de negócios

É comum iniciar uma startup com um modelo de negócios inicial e, somente, obter sucesso com um modelo económico completamente diferente. Isso significa uma evolução, e pode aplicar-se não só ao modelo de negócios, mas também à tecnologia empregue, ao produto, aos clientes-alvo ou ao método de distribuição. A alteração de apenas uma dessas variáveis ​​terá impacto no modelo de negócios inicial, com todas as consequências estruturais resultantes.

Aprender com os erros

A evolução do seu modelo económico pode dar-lhe um grande número de indicadores sobre os novos rumos a tomar no seu negócio. Testes e mais testes permitem identificar possíveis erros e áreas de melhoria no que concerne ao produto ou ao próprio modelo de negócios. O feedback do cliente, geralmente feito em tempo real, também possibilita que se molde ainda mais o produto ou serviço.

Em resumo, uma startup é uma iniciativa social ou económica que se baseia num modelo ágil de negócio, no crescimento acelerado e em soluções inovadoras. Um dos grandes diferenciais das startups é trazer um produto ou serviço que gere valor para os consumidores, bem como a possibilidade de um negócio escalável. Mais do que gerar lucros, as startups também aumentam a competitividade nos mercados, fazendo com que grandes empresas tenham que repensar seus processos, investir em tecnologia e remodelar suas estratégias.

Leia também: Visibilidade empresarial: o que é e como promover

Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu email

Artigos relacionados

Siga-nos nas redes sociais

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] e do método de remuneração, podendo este, por exemplo, estar ligado ao financiamento das startups sendo que em troca, o investidor recebe acções desta empresa e, portanto, se torna, em […]

hello world!
1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram