Reskilling: o que é, as vantagens e os benefícios

Por: Pedro Ferreira - Janeiro 24, 2023

Reskilling: o que é, as vantagens e os benefícios

O ano 2020 e a pandemia da COVID-19 poderão no futuro ser classificados como os divisores de água quando se trata da maneira como é abordado o conceito de trabalho e como este afecta ou afectou o reskilling, sendo este uma consequência ou modelo de adaptação para as novas formas de ser e de agir no mercado de trabalho, repleto de benefícios e vantagens. Os avanços na tecnologia, impulsionados pela digitalização, a automação e a inteligência artificial já por si eram os grandes motivos por trás da necessidade de reskilling, no entanto, com a pandemia da COVID-19 e com o aumento sem precedentes do trabalho remoto, as empresas tiveram que mudar a forma de trabalhar e contratar para acompanhar o mercado em constante mudança. À medida que se geria a crise, em vários sectores económicos e industriais a maneira como se trabalha mudou para sempre.

Mas afinal, o que é o reskilling?

Como se consegue depreender, o mercado de trabalho está em constante evolução, constantemente exigindo novas habilidades, metodologias e demais necessidades que surgem no dia-a-dia. Isso exige que os profissionais se actualizem constantemente e que busquem obter novos conhecimentos, de modo a que não percam oportunidades e melhores colocações no mercado de trabalho. Este processo de requalificação e readaptação é conhecido como reskilling. Um exemplo prático de requalificação da força de trabalho seria quando um sistema de produção muda de manual para mecânico. Os trabalhadores manuais terão que ser requalificados para aprender a operar e manter o novo equipamento. Daí que o movimento de actualização pode partir tanto do profissional, que deseja renovar suas qualificações, quanto da empresa empregadora, que pode identificar a necessidade de oferecer aos colaboradores uma capacitação para competências que se tornaram essências para o seu negócio.

Nos novos tempos que se atravessam actualmente, o reskilling desempenhará um papel fundamental no processo de adaptação e no próprio funcionamento das empresas. Mas quais, de facto, são os seus benefícios e como começar a implementar esta política no local de trabalho?

Reskilling e a nova forma de abordagem do trabalho

Pelos exemplos arrolados acima, nota-se que a capacidade técnica dos colaboradores tem impacto directo no sucesso das empresas e de toda a economia. Quanto melhor os funcionários forem treinados, maior será o sucesso económico. No entanto, os funcionários também devem estar dispostos a investir tempo e energia nas suas próprias habilidades para poderem desempenhar uma nova função na empresa. Deste modo retoma-se o conceito de aprendizagem por toda a vida, uma vez que o reskilling envolve igualmente o desenvolvimento das habilidades que esses funcionários já possuem e que podem contribuir para a viabilidade futura da empresa a longo prazo.

Quais são os benefícios da requalificação?

À primeira vista, pode parecer que o reskilling beneficia apenas os funcionários. Contudo, a requalificação é benéfica tanto para o funcionário como para empregador. Com o mercado de trabalho em constantes mudanças, torna-se impossível que um trabalhador se mantenha produtivo e competitivo com o mesmo conhecimento adquirido há anos, na sua formação inicial. Assim, é primordial que ele continue a actualizar os seus conhecimentos e habilidades em favor de um melhor posicionamento da empresa. A falha em requalificar os funcionários agora pode significar gastar mais em contratações no futuro ou em perdas significativa por falta de produtividade destes mesmos funcionários. Pelo que alguns benefícios do reskilling pra as empresas são:

  • Redução de custos e economia de tempo
  • Maior produtividade
  • Ajuda na retenção dos melhores talentos.
  • Ajuda na atracção de novos talentos.

Redução de custos e economia de tempo.

A contratação de novos funcionários é mais cara do que realocar um funcionário existente para um trabalho diferente. Existem vários custos ligados aos recursos humanos tais como as taxas de recrutamento, verificação de antecedentes e outros custos de integração e treinamento de funcionários a serem considerados. Acima de tudo isso, não há garantia de que o novo contratado será melhor do que um funcionário existente ou que vai até ficar na empresa. As empresas que requalificam funcionários poupam tempo e dinheiro. A requalificação também dá aos funcionários a chance de entender melhor como a organização funciona, o que pode agregar valor ao seu trabalho.

Maior produtividade

O funcionário, enquanto factor de produção da empresa, e consequentemente variável essencial para o seu modelo de negócio, carece de uma adequada formação e adequação das suas competências à tarefa a desempenhar. Estas tarefas, fruto de uma dinâmica de mercado que obriga a contantes adaptações, mudam também elas de forma dinâmica, o que necessariamente leva a que exijam novas competências para que seja continuamente desempenhadas de uma forma eficiente. Ao garantir esta requalificação dos seu funcionários, a empresa garante também uma maior eficiência no desempenho das tarefas a realizar e consequentemente uma maximização dos seus lucros.

Ajuda na retenção dos melhores talentos.

Quando o reskilling é dirigido da empresa para funcionário pode ajudar a sua organização a reter seus funcionários mais valiosos. Quando trabalhadores talentosos sentem que o seu empregador investe no seu crescimento e desenvolvimento, é mais provável que eles permaneçam. É uma entre muitas razões pelas quais ter uma estratégia de formação e desenvolvimento para os colaboradores é crucial. Também pode ajudá-lo a descobrir talentos inexplorados numa equipa de trabalho. Às vezes, as pessoas só precisam aprender algumas novas habilidades para mostrar o seu valor e potencial.

Ajuda na atracção de novos talentos.

As empresas que priorizam o crescimento e o desenvolvimento contínuo dos seus funcionários têm mais chances de atrair novos talentos. O tipo de pessoa que a sua empresa atrai terá uma mentalidade de crescimento. Eles também estarão altamente motivados para trabalhar num ambiente que estimule o crescimento. Cultivar uma cultura de aprendizagem contínua gera apoio e entusiasmo para o reskilling dos funcionários. Isso cria maior coesão da equipa e melhora a imagem do empregador, tornando a sua empresa mais atractiva para os potenciais funcionários.

Num mundo corporativo mais competitivo do que nunca, contar com profissionais qualificados é um diferencial para qualquer negócio. A maioria dos funcionários também sabe disso e busca oportunidades de crescimento ao longo de suas carreiras. Quer estejam a trabalhar numa empresa há dois anos ou há vinte anos, é provável que procurem novos desafios e oportunidades em algum momento. É aí que entra o reskilling baseado no funcionário e estas são as formas como ele se pode beneficiar da actualização das suas habilidades:

  • Comprometimento e motivação.
  • Valorização.
  • Autoconfiança.

Comprometimento e motivação.

Embora seja igualmente um benefício para os empregadores, os trabalhadores também desejam trabalhar num ambiente em que se sintam motivados a aprender. Se um funcionário acorda todos os dias animado para assumir uma nova tarefa ou se sente revigorado no seu trabalho, ele terá um desempenho melhor e ficará mais satisfeito com seu trabalho e apto para trazer melhores resultados.

Valorização

O progresso tecnológico, como outra qualquer mudança de hábitos ou rotinas, pode ser assustador para a maioria dos funcionários, que temem ficar para trás ou ver as suas habilidades e as suas capacidades tornarem-se obsoletas. Actualizar-se constantemente e requalificar os seus conhecimentos para serem relevantes nos seus sectores de actuação transmite a imagem de que o valor do funcionário permanece e ele é visto como um recurso importante.

Autoconfiança

Quando os funcionários sentem que estão a par dos desafios da empresa e detém o conhecimento e as habilidades que os colocam à frente desses desafios, torna mais provável que eles se esforcem. Isso pode levar a ideias mais inovadoras e criativas e a trabalhadores mais satisfeitos no cômputo geral.

Em forma resumida, o reskilling é um conceito que significa requalificação profissional, ou seja, a aprendizagem de novas habilidades para exercer funções e actividades diferentes das habituais. Oferecer essa possibilidade de adquirir novas habilidades e competência aos colaboradores é benéfico, pois eles se mantêm mais motivados e entendem que a empresa tem planos para o crescimento e desenvolvimento profissional. Além disso, ainda auxilia na retenção de talentos e na construção da imagem corporativa da empresa.

Subscreva a nossa newsletter e receba todas as novidades no seu email

Artigos relacionados

Siga-nos nas redes sociais

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
hello world!
0
Would love your thoughts, please comment.x
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram